14 de julho de 2017

Estragou Tudo

Depois do sexo, olhei pra cara dele como despedida. Vou sentir sua falta, pensei. Coloquei a roupa sem muita vontade e, quando vi, já estava dentro do elevador. As pernas doíam, a cabeça acelerava e, claro, mal conseguia andar de tão assada. Sempre foi foda, sempre foi gostoso, sempre foi tudo de bom. A diferença? Ele virou-se e disse "te amo". Não como amigo. E isso era foda. O amor desbota qualquer amizade colorida. Estraga qualquer lance legal que você tenha com alguém. Com ele era incrível. Gozava feito louca. Puta que pariu. Mas não deu mais liga. Não depois dessa confissão. Da confusão. O PA perfeito se apaixonou. Jesus. Não sei o que é mais azar. E parece até que ouço Caetano dizer "toda razão, toda palavra, vale nada quando chega o amor". Eu não podia correr o risco de brincar. Melhor manter a amizade cinza que deixar ele colorir demais a coisa. Inventei uma desculpa estranha e saí. Triste, mas pelo menos saciada. Não tô podendo correr o risco de me envolver tanto assim. Valeu, foi bom, adeus.
 - Desconheço Autoria 

4 comentários:

  1. ' Não tô podendo correr o risco de me envolver tanto assim. Valeu, foi bom, adeus.'

    Pergunta: Tem medo de se sentir amada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, tenho medo de acreditar em um sentimento que por desespero ou mesmo expectativa, parta somente do que anseio.

      Excluir

Obrigada por partilhar comigo, o que você pensa!