22 de dezembro de 2015

Tocou


E ai que ela tá naquela "vibe" EMOtiva. Onde tudo lateja, tudo pulsa, tudo dói quando ela respira. E dói sem saber onde ou porque. E atropela e acelera, corre passando por ela como um cometa rasgando o céu. Ela foge, se encolhe, se recolhe. Se esconde do mundo pra fugir de si mesma. Se atormenta. Cai no clichê, no démodé. Cafona? Brega!? Ai vem ela, emergindo depois de respirar o mais fundo que consegue. FODA-SE! E se agarra as notas, as sonatas, a canção. E não importa o estilo, o formato, o instrumento. Tocou e tocou ela. E quando isso acontece, ela repete, repete, e não se cansa de gritar sem dizer nada, através na melodia e a luz apagada.


Por. Bell.B